11 07
Beleza

Resenha Clarins: batom rouge eclat

Por Diana Monteiro

Desde o ano passado não paro de usar batons matte. Estou adorando não ter lábios brilhantes no dia a dia, até quando resolvo apostar e um vermelhão. Por outro lado, por mais que eu ame o efeito matificado, comecei a perceber que meus lábios estão ficando muito ressecados. Parte da culpa é não fazer hidratação, confesso, mas tenho a certeza que o excesso dos batons matte ajuda. Por isso, resolvi alternar com os batons da linha Rouge Eclat, da marca de luxo francesa Clarins.

output_XRgstw

O Rouge Eclat é o primeiro batom anti-idade de longa duração. O resultado já fica visível em poucos dias. Isso porque, como quase todos os produtos da Clarins, são focados em tratamentos. Cremosos, ricos em vitamina E e ceras vegetais que protegem contra os radicais livres, proporcionam conforto imediato. Eles ainda nutrem e protegem os lábios contra a desidratação, além de estimular a produção do colágeno. Atualmente estou com quatro cores e não poderia estar mais feliz!

batom clarins chocolate rose - maisondadi

Essa cor não poderia ser mais eu! Estou amando batons marrons, e como esse tem um fundo rosado, não consegui resistir! A aplicação é super fácil, suave e sem esforço, criando acabamento cremoso acetinado encantador.

batom clarins - juicy clementine - maisondadi

Claro que eu tinha que ter um laranja, né? E o juicy clementine é tão 60s! Inclusive, já falei aqui uns anos atrás na tag ontem e hoje sobre o tom, usado pela Audrey no filme “Bonequinha de Luxo. Mas voltando ao juicy… a cor é linda, um laranja vivo e bem pigmentado. Perfeito para aqueles dias que quero um ponto de cor forte na make.

batom clarins pink magnolia - maisondadi

Já o pink magnolia é um nude disfarçado, isso porque quando vi pela primeira vez, achei que era um. Mas quando testei, vi que a cor é como um rosa antigo, mas com tons levemente marrons, super retrô. Nem preciso dizer o quanto adorei ele, ainda mais por não ter uma cor parecida na minha coleção.

batom clarins red fuchsia - maisondadi

E por último, queria uma cor marcante, mas que não entrasse na família dos vermelhos clássicos. Aí escolhi o red fuchsia, que é um vermelho, mas puxado pro fuchsia. É aquele tom que fica entre o vermelho vivo e o magenta, sabe? Como o juicy clementine, ele também tem ótima pigmentação, preenchendo bem.

O melhor de tudo é que eles ainda hidratam, deixando os lábios macios e zero rachados, ainda mais agora que o inverno resolveu vir com força total.



Deixe seu comentário


Nenhum comentário

@maisondadi no instagram