04 06
Décor

Anthropologie | Decor retrô para Living Room

Por Diana Monteiro

Achar móveis e objetos com ares vintage/novelty não é uma tarefa fácil aqui no Brasil. Vejo muito móvel caricaturado por aí e por mais que tenhamos a Tok Stok, Westwing e a Etna como grandes referências, ainda sou carente de mais opções. Veja bem, adoro todas as 3 lojas e aqui em casa 80% da decor é da Tok Stok, mas sempre me derreto quando quando vejo na gringa.

Navegando pelo Pinterest (aproveita pra me seguir por lá) achei um poltrona-desejo incrível e quando cliquei pra ver de onde era, me deparei mais uma vez com o site da loja que sou apaixonada, a Anthropologie. Quando vi a coleção nova de decoração, me vi com dor na bochecha, de tanto que tava sorrindo. Isso porque as opções de móveis com referências 60s, escandinava retrô, art deco e novelty são diversas. Gostei tanto que resolvi fazer um post mostrando meus favoritos pra colar num living room:

A maioria dos móveis do site são feitos por encomenda, às vezes levando mais de um mês na produção. Fato que se eu morasse fora montaria a casa dos sonhos com tudo deles. Como não pensar no aparador de cima na sua sala de estar? A forma artística cumpriu bem a função literal no móvel de madeira artesanal – com troncos de árvores aninhadas esculpidos. É como se tivéssemos uma floresta dentro de casa, lindo!

Convenhamos que as cores das paredes foram escolhidas de forma que viajemos no tempo, né? Tão retrô e atemporal, como se tivéssemos mergulhado no universo do Wes Anderson. Nessa mesa de centro, unção, forma e flores em conjunto, mostrando que a primavera pode e precisa ser tema de um ambiente durante o ano todo. Com pétalas de mármore e emolduradas em hastes de bronze polido, me remete à década de 1960, onde padronagens de margaridas e flores similares faziam sucesso entre os apaixonados por interiores.

Acho que determinados objetos que abusam da técnica do matelassê ficam muito nostálgicos. É o caso desse sofá mostarda, quase como um canto alemão, com a diferença dos materiais e referências. As pernas são de latão fundido no estilo 50s/60s, trazendo aquela modernidade retro que tanto gosto. Como devem ter percebido, adoro veludo, acho que é um material perfeito pra ser usado em sofás e poltronas, te abraça!

Starburst é um dos grandes símbolos da década de 1960, detesto repetir a mesma coisa mas preciso dizer que sou viciada em tudo que tem essa estrela icônica. Obviamente essa mesinha redonda não poderia ser diferente. De madeira com tampo de mármore, o starburst na cor dourada preenche o centro do tampo, criando uma geometria inspiradora. Amor à primeira vista.

Por mais que o mármore (é o tampo do móvel acima) esteja em pelo menos 5 peças de cada loja de decor do mundo, pela tendência minimalista e escandinava, é interessante perceber que ela pode ser inserida em lugares fora do comum. Como o caso desse buffet, que mescla o estilo de 1960 com o movimento art déco. Espelhado, com quinas arredondadas, exala sofisticação, ainda mais se o cômodo tiver madeira, pra se destacar de forma harmoniosa.

Apelidaria esa poltrona de Almodóvar, pelo simples fato de me remeter ao universo kitsch. Ousar na escolha de cores e padronagens é algo que sempre fez refletir e só de um tempo pra cá que finalmente resolvi aplicar no meu trabalho. O fundo dessa estampa floral é mint, o que cria aquele ar nostálgico que vemos muito Mad Men. Como não gostar?

Depois de ler a descrição da mesa no site, não pensei duas vezes! Faria posts com receitas de drinks semanalmente com ela caso tivesse. Um pavão que orgulhosamente mostra sua plumagem, pronto para mostrar velas, cocktails e revistas. Um charme!

Originalmente construída para bloquear o frio na era colonial, essa poltrona teria um ótimo conteúdo histórico na sala. De veludo em rosa quartz e com estrutura de lado, é ideal para cantos, ainda mais se no tiver uma lareira. Os pés de garra em madeira dão o toque especial à peça, né?

E por último, a mesinha de centro com inspiração op art, ao meu ver. Estética minimalista com a clássica combinação bicolor, super moderna!



Deixe seu comentário


Nenhum comentário

@maisondadi no instagram