03 06
Gastronomia

O Primeiro Bistrô Browne

Por Diana Monteiro

Ontem o Rica resolveu chamar quatro amigos pra fazer um jantar e, como uma grande amante de temas e produção, criei o nome #BistroBrowne. Pra quem ainda não sabe, o sobrenome do Rica é Browne (não é a mesma nomenclatura da sobremesa brownie, só pra ficar claro… rs) e achei legal criar um nome pra esse ‘evento’ aqui em casa, que estamos querendo fazer mensalmente.

Dessa forma poderemos chamar outros amigos, papear, passar um tempo com eles, jogar, beber um vinho e claro, comer as delícias que o Rica fizer. Ser casada com um chef tem lá suas vantagens e embora ele trabalhe demais, sempre tem algo diferente e especial na geladeira… rs.

Quem me segue no Instagram viu que postei o processo do jantar no stories, desde a mise en place até finalização dos pratos. Mas como só duram 24 horas, resolvi tirar algumas fotos pra mostrar com detalhes o menu da noite.

Sou viciada em programas de gastronomia e sigo diversos canais no youtube do assunto, e confesso que gostaria de botar mais minha mão na massa. Mas como o Rica tem o ritmo dele, acabo atrapalhando… kkkkk. Ele pede pra eu cortar a cebola e eu juro, acredito que to indo até rápido, mas quando percebo ele já fez 15 coisas nesse meio tempo. Então prefiro só fotografar e ficar do lado, pra caso ele precise que eu pegue algo.

Pra criar um clima de bistrô, achei legal montar uma mesa simples e intimista, do estilo que vivenciamos na nossa viagem à França. Meia luz, velas na mesa, toalha de linho com ares vintage e, pra dar um charminho, fiz identificadores com os nomes dos convidados. Assim todos saberiam onde se sentar e criaria aquele sentimento de aconchego, que abraça.

De entrada o Rica escolheu fazer uma salada. Sou suspeita pra falar sobre ela pois adoro comida agridoce e inserir frutas em pratos. Alfaces variadas, rúcula, tomate sweet grape confitado, abobrinha grelhada, morango e lascas de grana padano, tudo arrematado com o vinagre de laranja da Maille, que trouxemos de viagem. Uma deliciosa explosão de sabores.

O prato principal não foi diferente e a escolha dos ingredientes foi um grande sucesso. Arroz de pato, pimentão vermelho assado, cebola roxa, alho, nirá (amo), ceboulete, salsa, gergelim branco e linguiça fina defumada. A carne foi cozida com mirepoix + bouquet garni, depois com um pau de canela e vinho tinto seco.

A sobremesa foi o meu ponto mais alto, porque né, sou uma mulher de doces. hahaha Como não vibrar e comer apertando os olhos uma mousse de coco com textura (pelo coco fresco ralado dentro) com coulis de frutas vermelhas (framboesa, cereja e amora)?

Tudo isso acompanhado de vinho tinto e o mais gostoso da noite na minha opinião, o rosé que trouxemos de Chenonceau . Gostei tanto da noite que já comecei as minhas listinhas de convidados pros próximos.



Deixe seu comentário


Nenhum comentário

@maisondadi no instagram