17 03
Moda

Favoritos do Milan Fashion Week

Por Diana Monteiro

Continuando com os posts das Semanas de Moda, hoje falo sobre os meus favoritos de Milão. Elegância e qualidade são algumas das características mais marcantes da moda italiana. Os bons cortes da alfaiataria, os sapatos e o bom gosto pelas produções sempre me fizeram suspirar. Abaixo, comento alguns dos desfiles que mais gostei.

BRUNELLO

brunello mfw - fall 2016 2017 - maisondadi

A coleção mostrou um diálogo entre o masculino e o feminino. Com modelagens feitas para mulheres, mas com o discussão da moda sem gênero em pauta. O resultado? Leveza, suavidade e qualidade. Tecidos luxuosos, lã, cashmere, flanelas e veludos, finalizando os looks de alfaiataria com uma finesse encantadora. Ao mesmo tempo, peças democráticas, ideais para o dia a dia.

GUCCI

gucci milan fashion week 2016 2017 - maisondadi

Estou achando a Gucci uma das grifes mais incríveis atualmente. Desde que Alessandro Michele entrou como diretor criativo, há 1 ano, vimos uma grande mudança! Ele consegue criar looks kitsch, porém totalmente usáveis, o novelty que monta nas produções chegam a nos surpreender pois, com tantas cores, estampas e modelagens com diversas referências, criam um certo estranhamento. Logo em seguida, o desejo de usar aquilo só aumenta! Para a nova coleção, menções dos anos 80 (como podemos ver nos ombros com volume), modelagem vintage, dos anos 40 e 50 e detalhes e corpetes que remetem os retratos do século 16. Sapatos com plataforma 70s e releituras ladylike. A cartela de cor é tão variada que fica difícil escolher a combinação favorita. Pra mim, o desfile foi puro sorriso!

FENDI

fendi milan fashion week outono inverno 2016 2017 - maisondadi

Sua fama de arrogante me incomoda bastante, mas como separar o criador da sua obra? Como não o conheço pessoalmente, não posso falar sobre sua personalidade, mas de uma coisa eu posso: que peças lindas! Suas criações sempre me fazem ver o porque gosto tanto do segmento. A gente pode se expressar de tantas formas e a moda é uma delas. Definitivamente, a coleção foge dos looks dirurnos e, para a nova temporada, Karl investiu em detalhes clássicos, como plissados, rufos, babados e modelagem vintage. As cores atuais e as desejadas botas altas, finalizaram com chave de ouro. Nada forçada e super contemporânea!

LES COPAINS 

les-copains outono inverno 2016 2017 - milan fashion week - maisondadi

A grife é conhecida por sua história de knitwear e, para o outono, não foi diferente! No clima 40s da elegância da Marlene Dietrich, com cortes inspiradores, a coleção passeia por looks para o dia a dia, com vestidos ultra femininos, micro cardigans,  maxi pulovers e golas altas. Confesso que não conhecia a marca e depois de pesquisar, fiquei fã, o trabalho deles é inspirador!

FOR RESTLESS SLEEPERS 

for-restless-sleepers milan fashion week outono inverno 2016 2017- maisondadi

Outra grife que não conhecia e morri de amores. A questão é que eu amo pijamas e toda a experiência que eles englobam. Você sair do banho e vestir um pijama, tomar um chá na cama, ler um livro, ficar relaxada com uma roupa confortável, eu adoro! E, como a Francesca Ruffini Stoppani, a estilista da grife, disse: “Viver em um pijama é uma atitude, um desejo de íntima elegância, relaxante”. Como ir contra? rs Eu não curti nada da ambientação das fotos, o tapete e os animals print. Mas adorei as padronagens 70s acima, que me remetem um lifestyle da época que sempre me cativou. E ainda, em seda, a vontade de ter os modelos só aumenta!

BOTTEGA VENETA

bottega veneta - milan fashion week - outono inverno 2016 2017 - maisondadi

Cortes simples, elegantes e femininos. Características que admiro e gosto de apostar de vez quando. Destaque para a cintura marcada, que valoriza as peças retas e cria uma nostalgia sem igual! As padronagens 70s, transparências e o comprimento midi deixaram a coleção madura, super linda!

KITON

kiton - milan fashion week 2016 2017 fall - maisondadi

 A Kiton é a maior fabricante de alfaiataria de nível superior de Nápoles e hoje, apenas 10% do seu negócio é feminino. E, mesmo em minoria, precisamos falar: que trabalho impecável!  Pantacours, trenchcoats e capas foram o destaque da coleção, que veio com um ar jovial, mas sem perder o estilo da mulher madura que a marca representa. O combinação do mostarda com o cinza mostra o quanto o menos é mais. E a Kiton acertou em cheio, mais uma vez, com um outono alegre e desejável.

DOLCE & GABBANA

dolce e gabbana - milan fashion week - outono invero 2016 2017 - maisondadi

O motivo principal pela Dolce & Gabanna ter entrado na minha lista foi a inserção do lúdico na coleção. Embora eu tenha feito careta quando Stefano disse “Hoje, toda garota quer ser uma princesa”, esteriotipando um estilo x de mulher, preciso tirar o chapéu para a coleção, pois, tudo que engloba fantasia, me cativa! Desde os bordados que remetem à história clássica da Cinderela, ao relógio do coelho da Alice, mangas bufantes de princesas da Disney e ternos que inspirados em personagens, tudo me fez abrir aquele sorriso. E os acessórios? Eu, que já tenho uma queda forte por peças noveltys, me senti uma criança em uma loja de doces.

ROSSELA JARDINI

rossella-jardini - outono inverno 2016 2017 - maisondadi

Que marca é essa, gente? Completamente apaixonada! Rossella Jardini é ex diretora criativa da Moschino e entrou no calendário de moda de Milão mostrando o seu talento, que é inspirador. As roupas femininas com ares 40s, vieram carregada de cor, babados, e padronagens clássicas, como o tweedy e listras. Todos os looks, sem exceção são incríveis, e fazem jus à inspiração navy. Com uma classe encantadora, as peças ficam lindas se misturadas, são atemporais e perfeitas para a meia estação. Uma charme!



Deixe seu comentário


2 comentários

@maisondadi no instagram