22 02
Looks / Moda

Look Di Carnaval | Escola de Sereias

Por Diana Monteiro

Mas Di, por que o título é ‘Escola de Sereias’ se você não está vestida como uma? Porque a inspiração do segundo #LookDiCarnaval é inspirado no filme de 1944, que tem a Esther Williams como atriz principal.

Se eu fosse pular carnaval, como iria? Pensei nas peças que tinha no armário e comecei a montar…
Com o calor excessivo, looks frescos são prioridades pra não ter aqueles incômodos na hora de pular o carnaval. Mesmo eu não curtindo como a maioria, pensei em como seria se eu fosse pros blocos. E eu iria querer conforto! Por isso, escolhi um look ‘piscina vintage’, sem muita firula… rs!

Em vez dos maiôs que estão em alta no momento, pela grande tendência 90s, resolvi ir contra a maré e continuar no meu universo retrô, com uma ‘roupa de piscina’, listrada na frente e com bordado de âncora, arrematando o estilo navy. O mais legal é que esse ‘macaquinho’ é na verdade um pijama, comprado há mais 7 anos. Lembro que quando vi pendurado, não pensei duas vezes, fui direto pro caixa. Me remete a indumentária dos anos 30, acho lindo!

Se deixar fico horas em uma piscina, parecendo um maracujá de gaveta de tão enrugada! Lembro bem dos esporros dos meus pais na casa antiga quando percebiam que eu estava mais do que o combinado na água, não queria sair por nada! E essa paixão por piscina continua até hoje, embora não tenha disponíveis por perto…

Além de boias, o que não podia faltar nas minhas antigas pool partys com os amigos? Bola! Peguei a minha de pilates e pensei na icônica capa da Vogue… A produção do look estava fluindo e ficando como estava imaginando…

Pra complementar, uma touquinha personalizada, repleta de flores azuis. Aproveitei que o marido estava na rua e tratei de pedir algumas coisinhas. No fim da noite desse dia, já estava com dor na mão, mas por uma boa razão: tinha conseguido finalizar o meu acessório! Uhull!

Pra contrastar com o azul vivo candy, queria pontos vermelhos, é uma combinação que gosto muito e que me remete a algumas paletas das cenas do Almodóvar (sem o amarelo). Pra ficar discreto, pintei as unhas com a clássica cor.

E, pra caso do sol exagerar, óculos escuros! Meus brancos redondos são meu xodó e sempre acabo usando quando quero referência 60s. Neutro, combina com praticamente qualquer look e embora chame um pouco de atenção dependendo do local, sempre acaba criando curiosidade nas pessoas….

E visto de trás, o macaquinho-maiô é liso. Adoro quando as peças são divididas e não entregam tudo à primeira vista. O mistério sempre teve um charme especial. Abaixo, as minhas referências e inspirações pra construção desse look que embora simples, carrega uma nostalgia deliciosa, que tem tudo a ver com a estação quente do carnaval!

1 – Esther Williams
2 – capa icônica do Horst P. Horst para a Vogue de 1941 (antes da edição)
3 – jovens na década de 1930 curtindo as férias de verão
4 – clique da década de 1960, com bolas coloridas (amo)
5 – toucas florais divertidas em editorial vintage
6 – o tom do azul que quis trabalhar (e suas variações)

 

 



Deixe seu comentário


1 comentário

@maisondadi no instagram