20 03
#11AnosDiRica / Looks / Moda

Love 90s | #11ANOSDIRICA

Por Diana Monteiro

Já estamos na penúltima produção da série #11AnosDiRica! Passou tão rápido… apenas mais uma pra encerrarmos! Mas nada de sofrer por antecedência, não é mesmo? Vamos curtir os looks de hoje. A inspiração está super em alta atualmente e embora não goste de seguir tendências à risca, confesso que estou amando essa, pois fico muito nostálgica lembrando da minha adolescência.

Sim, estou falando da década de 1990! Tanto eu quanto o Rica temos uma grande fascinação por essa época! Afinal, vivemos ela de forma intensa e das lembranças que temos, a grande maioria é boa! Por mais que estejamos juntos há 11 anos, conversamos muito sobre nossas inspirações, o que levamos com a gente e o que ajudou a formar as pessoas que somos hoje em dia. E alguns anos da década foram mais que importantes pro nosso desenvolvimento.

História:
Já que alguns amigos iriam vir aqui em casa pra ver o MTV Music Awards, resolvemos ver quais CDs que iríamos colocar no som pra alegrar a reunião. Felizmente, por termos gostos parecidos, a maioria das escolhas partiu dos dois lados, mas precisava inserir umas músicas a mais, e as da Alanis, ao meu ver, eram perfeitas pra arrematar a listinha!

Foi aí que o pager do Rica começou a tremer e vimos uma mensagem da nossa amiga, perguntando se poderia levar mais três amigos. Como amamos receber gente em casa, servir coisinhas pra comer e fazer bagunça, concordamos na hora! Fui correndo pegar o telefone de casa pra ligar pra ela e confirmar.

Foi só eu sair por alguns minutos da sala que o Rica correu pra tocar a nossa bateria eletrônica. Ele estava tentando por dias aprender o som novo do Garbage. Aproveitei pra ir pro quarto e ouvir mais um pouco do CD das Spices, até então estava praticamente impossível escolher a música favorita do álbum.

Sempre achei que a girlband tinha algo de diferente do pop que eu ouvia na época e não entendia de fato o que poderia ser. Por sermos condicionadas a seguir padrões machistas, ainda mais sendo muito nova e sem informação gratuita e de fácil acesso, como temos hoje em dia com a internet e movimentos ao redor do mundo, ficava difícil pensar fora da caixinha. Na verdade pensar não era o problema e sim ter a coragem de seguir adiante com determinada escolha social. Atualmente vejo como as Spice Girls foram importantes na minha vida, amo até hoje. Girl Power!

O interfone tocou mas como estava muito ocupada nos meus pensamentos e viajando nas músicas, berrei pro Rica atender. Depois de alguns minutos, ouvi ele me chamando. Enrolei por alguns minutos, pela preguiça que tomava conta de mim e acabei indo…

Cheguei lá e vi que já tinha guardado a bateria e tava guardando as baquetas e ali na mesa tinha uma caixinha nova… Curiosa do jeito que sou, corri pra ver o que era, mas Rica foi mais rápido e escondeu de mim, pois ele que queria dar a boa notícia!

– Sei que já viu que são CDs, adivinha quais são?
Tinha pedido tantos naquela semana que com apenas três chances seria bem difícil acertar, mas hiperativa, saí falando um nome atrás do outro!

Não acertei nenhum, mas fiquei extasiada quando descobri que era o novo do Savage Garden e o novo do Silverchair! Mas álbuns pra inserir na lista da festinha pra ver a premiação na TV, uhulll \o/

Foram tantas informações e referências sobre essa época que tive que pensar em detalhes que pudessem remeter a alguns personagens e pessoas que gostássemos. Escolhi pra mim um look mais street, meio tomboy pra época, que eu amava usar: cropped, calça jeans rasgada e casaco amarrado na cintura. Mas com  um diferencial, eu sempre escolhi os mais coloridos e diferentões e claro que o dos Simpsons não poderia ficar de fora. Nos pés, meia com sandália flatform.

Pro Rica, tentei me inspirar no estilo incrível do Will Smith que usa em Fresh Prince of Belair. Claro que não foi fácil, pois o styling dele era muito além do que tínhamos em nossos armários. Aí aproveitei pra inserir um pouco da pegada pop de algumas das boybands da época, com a bandana.

Como misturávamos acessórios nessa década. Amava essa liberdade e esse excesso!

Assim conseguimos montar os looks e o mais legal e que eu uso o meu no dia a dia. Tirando a bandana, pelo calor excessivo que cria com a cabeleira cacheada linda do Rica, acho que ele dispensaria a bandana. Mas os looks são tão a gente, que nem parece que pensamos muito pra montar essa produção noventista. É aquilo que sempre falo aqui: se estudarmos e analisarmos bem, veremos que temos pelo menos duas peças que remetam uma determinada época.

Pro cabelo escolhi o penteado da Emma, das Spice, eu fazia sempre e achava o máximo! De make, algo bem característico da época: batom marrom, sombra bege com côncavo em tom terroso (nessa foto acima não dá pra ver muito, mas nas outras postadas aqui, dá…) e cílios volumosos, mas naquele estilo “unidos”, sem muita definição de boneca sabe? E claro, unhas pretas!



Deixe seu comentário


Nenhum comentário

@maisondadi no instagram