13 02
#11AnosDiRica / Looks / Moda

No País das Maravilhas | #11AnosDiRica

Por Diana Monteiro

Confesso que essa série está ficando cada vez mais desafiadora pra mim! Isso porque quando tive a ideia no final do ano passado, não pensei que o Rica ia gostar e se divertir tanto, quanto mais vir cheio de pedidos! Definimos as 11 produções, mas conforme vamos fotografando, novas ideias vão surgindo. E depois de clicar o editorial do Beetlejuice e da Lydia, Rica disse pra mim: nenhum dos próximos looks vão ser tão divertidos quanto esse! hahaha Do jeito que sou, pensei comigo, “jamais”!!!!

Por isso, resolvemos intercalar e cada semana um escolhe, embora tenhamos feito uma lista com os nossos favoritos. A ideia era não repetir universos, mas acabamos voltando pro Tim Burton com a Alice. Como uma aficcionada pelos livros e todo o mundo do País das Maravilhas, não poderia ter ficado mais empolgada com a decisão.

Quem está acompanhando a série sabe que um dos grandes desafios foi me dispor a não gastar nada com os ensaios, mas já gastei R$20,00 com uma tinha de cabelo em spray e pra essa da Alice, R$13,50. Mas posso dizer que não foi gasto pra foto, né? Já que comemos todos os docinhos, casadinhos e pães que compramos logo em seguida… rs!

Pra não ficar igual ao filme do Burton, resolvi usar o mesmo look que fiz e usei em duas festas à fantasia uns anos atrás. Escolhi repetir pelo simples fato de ter me inspirado na animação da Disney, de 1951. Um vestido azul, com as mangas bem bufantes, a gola peter pan e o avental branco por cima, com a diferença que inseri muitos babados. Esses elementos românticos me fascinam.

Sabemos que a moda é cíclica, não é mesmo? O que foi sucesso no passado, será alguma tendência na próxima temporada, além das peças que estão em alta atualmente. Por isso, nada mais justo que repetir! Eu tenho pavor de pessoas que não gostam de repetir roupas. Se eu gosto de uma, uso até gastar! Por isso, a camisa azul marinho com poá branco está de volta pro look do Rica de hoje! Fiz a gigante gravata borboleta pensando nas cores da gravata que o Chapeleiro usa o filme. Fui na minha caixa de retalhos e tecidos e depois de um tempinho procurando, achei um pedaço dessa padronagem de fundo preto com coloridos cupcakes! Não pensei duas vezes! Tratei de pegar tesoura, linha e agulha!

O chapéu foi comprado na Disney de Orlando, no ano que o filme foi lançado. Morro de rir com as pessoas que se chocam e acham estranho as minhas listas de pedidos. A maioria das coisas que eu encomendo, são objetos e elementos que podem ser usados em produções. O chapéu já vem com a peruca ruiva acoplada, o que me facilitou muuuito a hora de fazer a beleza do Rica. Veja bem, eu não sou maquiadora e como não tive ajuda nessa produção como tive na make up do Beetlejuice, fui na cara e na coragem tentar fazer. E vou te falar, adorei o resultado! É tão divertido maquiar os outros! rs  Como o Rica não queria raspar a barba e o bigode (ainda bem, pois eu adoro), tivemos a ideia de colorir de laranja, combinando com o ruivo lindo e cacheado das madeixas.

Agora vamos ao que interessa? A história real do mini editorial (hahaha):

O Chapeleiro Rica me convidou pra um breve chá, mas cheguei atrasada. Bem atrasada. O coelho me avisou durante praticamente por todo o caminho que isso iria acontecer. Sentei na mesa e quando estava prestes a comer a minha tartelete de maracujá pra me acalmar, o relógio tocou.
– Ah, não! O que fazer?
– Está na hora de partir, AliDiCe!

Fui instruída a pegar um dos mini bolinhos e, comilona do jeito que sou, fui com força! O gosto me lembrou um casadinho recheado de doce de leite, o que gostei bastante e, ao terminar, senti todo o meu corpo formigando. O Chapeleiro Rica pediu que eu subisse na mesa e rodasse. Dei uma, duas, três voltas e…. !

Encolhi! Achei tão divertido ver tudo de outros ângulos! Embora tenha amado ver os doces gigantes (imagina se jogar no meio deles), fiquei com medo dos flamingos me olhando! Mesmo sendo inanimados, tive a sensação que estavam olhando fixamente pra mim com seus olhos amarelos… Poderiam voltar a atenção pra segurar os guardanapos de tecido, né?

Quando me virei o Chapeleiro Rica já estava segurando um vestido que havia acabado de fazer, e no meu novo tamanho! Ele disse que como iria me meter em lugares escuros, frios e úmidos, precisava de algo mais quentinho. Fiquei hesitante pela cor, tenho que ser sincera, mas achei o ato fofo e aceitei o presente!

Foi aí que perguntei:
– E você, não comerá um mini bolo?
– Claro que sim, mas eu não diminuo, mas meu olho fica mais bonito… ! Só quem não é daqui que tem efeitos colaterais… hahaha hihihi hohoho

Surpreendentemente me senti bem alimentada, e partimos pro próximo passo da aventura.



Deixe seu comentário


4 comentários

@maisondadi no instagram